Buendía

Posts Tagged ‘poesia’

XIII

In Quando a cidade dorme on fevereiro 7, 2012 at 5:32 pm

um gato preto cruza
uma rua preta de um mundo
inexistente
um mundo preto
tal que não há
qualquer negativação ou superstição
sendo o gato um gato apenas
sem a luz que o ofenda
e o rebata em parede vizinha
de tamanho superior à sua figura

uma criança não chora com a
imagem do monstro no seu quarto

o gato não se arrepia
não se permite
não se fragmenta

é sua própria sombra
cruzando a madrugada

Anúncios

VII

In Quando a cidade dorme on dezembro 10, 2011 at 12:27 pm

o céu escorre
discreto
pelos telhados
escuros
pelas ruas
desertas
pelas portas
fechadas

a cidade chora
em silêncio
e ninguém

III

In Miudezas on dezembro 8, 2011 at 8:18 pm

vó luzia
guardaluz
dentro
do pote
de biscoito
e o mundo
todo
se apaga

onde guarda

In Miudezas on novembro 28, 2011 at 1:21 am

esse rosto
que vestes
quando
te dispo?

Lápis

In Uncategorized on outubro 21, 2011 at 12:03 am

publiquei no jornal
com foto e recompensa
queria todos de volta
e que não mexessem em nada
pois se tirassem o artigo
os lápis que perdi
passariam a ser
um só.

Súplica

In Miudezas on outubro 2, 2011 at 8:45 pm
Escreve
no meu
corpo
o corpo
da tua
poesia

A verdade

In Miudezas on setembro 29, 2011 at 2:00 am
só serve para estragar
uma boa história

Ponto de vista

In Miudezas on setembro 15, 2011 at 10:26 pm

não é poesia


.

Verdade

In Miudezas on setembro 8, 2011 at 1:23 am
você só não queria me esconder
eu só não queria te achar

Num é vício

In Miudezas on setembro 4, 2011 at 3:24 pm
é só literatura,
doutor.
então tosse
33 vezes
que a clarice aqui
acabou de botar
um ovo.