Buendía

XIII

In Quando a cidade dorme on fevereiro 7, 2012 at 5:32 pm

um gato preto cruza
uma rua preta de um mundo
inexistente
um mundo preto
tal que não há
qualquer negativação ou superstição
sendo o gato um gato apenas
sem a luz que o ofenda
e o rebata em parede vizinha
de tamanho superior à sua figura

uma criança não chora com a
imagem do monstro no seu quarto

o gato não se arrepia
não se permite
não se fragmenta

é sua própria sombra
cruzando a madrugada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: